caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

terça-feira, 23 de outubro de 2012

tempo II

devagar, o tempo transforma tudo em tempo.
o ódio transforma-se em tempo,
o amor transforma-se em tempo,
a dor transforma-se em tempo.
os assuntos que julgámos mais profundos,
mais impossíveis,
mais permanentes e imutáveis,
transformam-se devagar em tempo.

(José Luís Peixoto in "A Casa, A Escuridão")

1 comentário :

  1. Uma vénia ao "zéi" que é um génio das palavras e uma ternura de pessoa...=)

    ResponderEliminar