caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

o sono

tenho de parar de acordar às duas da tarde.
só ter três horas de luz natural é estranho.
é como estar a viver na finlândia mas sem a parte boa, que é o nível de desenvolvimento, as políticas sociais e a baixíssima taxa de desemprego do país.
não que eu seja uma pessoa noturna, que não sou, apesar de ter a teoria de que nunca se conhece completamente um homem até o levarmos para a noite.
mas isso são outras histórias doutros tempos, tão longínquos como a finlândia.
acontece-me isto amíude, trocar as horas.
nunca percebi este paradoxo de gostar tanto de dormir mas de detestar ir para a cama.
parece-me sempre uma perda de tempo e nunca tenho muito sono.
até que tenho um sono impossível de aguentar.
mas gostava que o processo de adormecer fosse mais simples, uma espécie de apagão.
quando o meu eu precisasse de dormir, desligava-se, onde quer que estivesse.
e depois tornava a ligar-se.
sem este processo complicado que é precisar de se deitar numa cama.

2 comentários :

  1. Olha concordo... o pior é que agora não posso dormir até às 14h que tenho logo a outra a berrar...mamammamamamamama

    ResponderEliminar