caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

quinta-feira, 9 de maio de 2013

{pela rama}

o meu homem lida mal com os sentimentos, causam-lhe incómodo, embaraço, comichão.
o meu homem gosta assim de tudo levezinho, à superfície, pela rama.
já eu sou dada às análises profundas, aos dramas e às revoluções.
tentei algumas vezes discutir com ele, até mesmo brigar.
nunca consegui levá-lo para o campo das palavras.
nem para o campo dos olhares.
sempre que tentei vi-me sozinha no deserto.
e o que eu tenho aprendido com este homem é o exercício da leveza, do pragmatismo e da descomplicação.
à custa de muitos nervos, tenho aprendido a não remoer e deixar passar.
se há coisas que não se resolvem sem uma boa conversa, outras há que se resolvem por si mesmas, sem abrir feridas ou escarafunchar.
o que eu tenho aprendido com este homem é a respeitar as diferenças e a aceitá-lo como ele é.
o meu homem é leal como um cão e teimoso como um burro.
tem defeitos, mas tem acima de tudo nobreza de caráter.
põe-me doida quando diz que não sabe o que é isso do amor.
mas apazigua-me quando me diz que o amor deve ser o que nós temos.
e é capaz de ser mesmo.

1 comentário :