caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

{e o feriado?}

foi bom.
dormimos muito e juntos, o que nem sempre acontece.
ele ressonou, eu não.
acordamos tarde e com fome e fizemos um festim de restos de comida acompanhados com batata frita de pacote e vinho rosé.
vimos filmes e séries, lemos livros e revistas.
não fomos a lado nenhum, não fizemos nada.
ficamos quietos e juntos a aproveitar o silêncio da casa (dele), o que agora raramente acontece desde que somos avós.
demos beijinhos, namoramos.
os pés dele meteram-se com os meus e eu deixei, porque sei que ele gosta de me fazer as coisas que eu não gosto que ele me faça.
reclamei da barba dele e ele disse-me que sou bonita.
rimos e inventamos discussões sobre assuntos que esquecemos logo a seguir.
vimos o por do sol do sofá, com as janelas abertas de par em par.
foi um dia bom e eu não trocava um segundo desta tranquila cumplicidade por nenhuma paixão.
espera, isto é estar (ainda) apaixonada.

3 comentários :

  1. é ... isso é, de facto, estar AINDA apaixonada. e isso é bom!

    ResponderEliminar
  2. Sim. Isso é paixão e é muito bom. ;)


    bjs

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro a tua escrita. É verdadeira, autêntica. Já não lia textos assim há muito tempo.
    Gostei particularmente deste, toca-me. É assim que eu espero que a minha vida seja.

    ResponderEliminar