caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

{ms. magoo}

aferir a correção de que os nossos olhos precisam é uma das coisas mais difíceis do mundo.
"melhor assim ou assim" e eu sei lá, repita se faz favor, mais devagar, talvez assim mas não estou certa.
"melhor verde ou vermelho" e parece-me a mim que nem um nem outro, podemos experimentar com amarelo?
é terrível, fico com a sensação de que não vejo bem de maneira nenhuma e a pressão para me concentrar, porque umas lentes graduadas são uma coisa demasiado cara para se andar a tentar acertar.
"tem lentes" pergunta ele, não, claro que não, se não como fazia a consulta?
"tem maquilhagem" pergunta agora e respondo que não, "nem nas pestanas" já disse que não, as minhas pestanas são mesmo assim.
"mas não tem lentes" insiste e eu estou quase a perguntar-lhe se é surdo, esquecido ou parvo, mas respondo novamente que não.
"mas consegue ver", sim consigo, sou míope mas não sou cega.
lá mais adiante na consulta há-de perguntar insistentemente se uso os óculos e hei-de repetir que até uso mais os óculos do que as lentes de contacto.
vai dizendo várias vezes "curioso" e fico a saber que a miopia diminuiu e o astigamatismo aumentou e diz que desta vez ainda não, mas que da próxima já devo precisar de lentes progressivas.
lentes progressivas? eu?
que porra.

1 comentário :

  1. Eu senti exactamente o mesmo quando fui à optometrista. Ela perguntava-me como é que eu via melhor e eu só lhe dizia que assim via pior. Afinal não precisava de lentes :)

    ResponderEliminar