caso não seja imediatamente redirecionado, estou em http://escritacarmim.blogspot.pt/

terça-feira, 3 de setembro de 2013

{you got me and baby I got you}

o miguel, ai o miguel.
quando o conheci eu estava no princípio da adolescência e ele já não.
deambulava pela praia com uma fita de cabedal a prender o cabelo (nem acredito que tinhas cabelo comprido, já nos rimos tantas vezes por causa disto) e a guitarra na mão.
fazia sucesso entre as míudas mais velhas, mas dava-me atenção.
mostrava-me os poemas que escrevia, falavamos de filosofia e discutíamos o estado democrático.
ensinou-me os meus primeiros acordes na viola, dizia que eu era inteligente e que íamos ser amigos para sempre.
e somos.
ele era da margem sul e sem ser no verão só trocavamos cartas, que eu sou dum tempo em que as pessoas se escreviam.
reencontrámo-nos quando ele veio para a universidade e me ía buscar ao liceu, até eu ir para a universidade e ele começar a trabalhar num jornal.
anos mais tarde havia de ir trabalhar como foto jornalista para paris e trocaríamos centenas de e-mails.
o miguel tem centenas de fotos minhas, um verdadeiro documentário sobre a pessoa que fui sendo ao longo dos anos.
e eu tenho centenas de poemas dele, alguns gravados em cassetes, porque ele sempre soube consquistar-me com a voz.
entre paris e lisboa eu casei, ele teve uma filha e vivemos a vida que nos calhou.
tantos anos depois ele havia de me telefonar a meio da tarde a perguntar o que me apetecia jantar e no fim do dia de trabalho eu metia-me no comboio para a outra margem para ir jantar com ele.
e voltava tudo a ser igual, a poesia, a política, os filmes, o teatro.
tantos anos depois ele continua a ser muito popular e eu continuo a ter cíumes das outras.
foi num verão há muito tempo a primeira vez que ouvi  a canção, na voz dele.

Sem comentários :

Enviar um comentário